Areatitlesolo
Pormenor_sul_copy-medium
Por uma fresta perscrutamos aquilo que muitas vezes nos inquieta
Ano 2003
Materiais Granito
Dimensões 300X200X140cm
Local Pinhel
Por uma fresta perscrutamos aquilo que muitas vezes nos inquieta; olhando o horizonte, por essa vigia, estamos alerta. Foi do alto do Castelo, onde se avista quase tudo, que encontrei o ponto de partida que Pinhel me ofereceu para realizar uma peça que persegue os valores formais e conceptuais que ultimamente mais tenho percorrido - Os espaços de tangência, as zonas de fronteira. Blocos de granito que quase se beijam e revelam o interior de um espaço tangente, nulo, mas também comum; comum porque potenciando a possibilidade de estabelecer o contacto dos blocos pertence, quase por osmose e de uma forma poética, a cada um deles. Alinhamentos construindo passagens estreitas que nos permitem uma viagem pelo interior da pedra e por onde se espreita a próxima fonteira. É o espaço nulo onde, paradoxalmente, tudo se passa, onde fervilham hipóteses de composição e se decide a interdependência na relação dos blocos. São os espaços, frestas, de fronteira, que definem habitáculos de passagem. As pedras, neste caso, são apenas o suporte que desenha os espaços essenciais e imprescindíveis neste processo de relacionamento. A busca do que se passa nesse espaço real, tão palpável como inexistente, é o objectivo último de todo o meu trabalho.
Setabottom Light

MY Castle

Setabottom Light

Nocturno de Fão ou a poética de outro espaço de tangência

Setabottom Light

Por uma fresta perscrutamos aquilo que muitas vezes nos inquieta

Setabottom Light

Tangência no interior do espaço da construção geológica

Setabottom Light

Tangência no interior do espaço da construção geológica

Setabottom Light

Porta do Beijo estudo para peça a realizar em simpósio na Coreia do Sul

Setabottom Light

Porta do Beijo, ou porta de encontro para enquadrar a alquimia que analisa, de quando em vez, a semelhanca dos contrários

Setabottom Light

A passagem da Floresta vertical, esconde templos caidos, onde os sacrifícios se cumprem

Setabottom Light

Por cada árvore interrompida o nascimento da floresta

Setabottom Light

O ritual da separação das águas celebrara-se na convocação da saudade. Era então que os mágicos juntavam o povo e a alquimia da exaltação fluía

Setabottom Light

Os frutos abrem maduros e permanecem abandonados na mesa a meio do corredor

Setabottom Light

Numa colgadura desenhamos todos os pavimentos e por eles fazemos passar a nossa natureza adormecida

Setabottom Light

Os esboços crescem pelo pavimento e permanecem em standby I

Setabottom Light

Os esboços crescem pelo pavimento e permanecem em standby II

Setabottom Light

A meio de um desenho colhi um fruto e ao abri-lo montei uma natureza adormecida

Setabottom Light

Pavimento

Areatitle_bottom