Areatitle_top
Pormenor_sul_copy-bold 1wrap Setabottom

O tema do pórtico ou da porta apareceu naturalmente, também na esteira de referências a Brancusi, mas também porque a definição de zonas de transição respondia plenamente ao problema que vinha trabalhando. Numa porta, existe sempre uma zona intermédia de separação e ao mesmo tempo de reunião, existe sempre o conceito de dualidade. As zonas de afastamento e aproximação, corredores e pavimentos que possibilitavam introduzir na análise do trabalho a ideia de horizonte e de distância. E para existir o conceito de separação tem que haver sempre o conceito de distancia.

Beijo-bold 2wrap Setabottom

O beijo corporizado também pela oposição ou conjugação de duas formas, mas estas geminadas, congrega num só um sentimento de união, mas explicita, na linha de separação, uma zona intermediária de contacto que, por si só, deve ser também elemento de análise.

106mesa_de_encontro_copy-bold 3wrap Setabottom

Uma mesa é um objecto de design, que preenche pedaços do nosso espaço envolvente e quotidianamente nos serve. Sempre me interessou como objecto escultórico pela simbologia que transporta na evocação de locais e ambientes onde os rituais se efectivam. É ponto de reunião e encontro e, deste modo, elemento priviligiado para a comunicação.

83_s-titulo_copy-bold 4wrap Setabottom

A forma do ovo contém em si todas as dualidades que constituem a própria essência da vida respondendo, paradoxalmente e ao mesmo tempo, a um objecto que traduz a máxima realidade. O ovo na recordação de Brancusi, o arquétipo da vida. A sua relação formal com alguns elementos em pedra, aprisionados em fendas ou em postura instável que a natureza nos mostra na paisagem foi também elemento importante para a sua utilização. O seixo, o calhau rolado pela acção do tempo, esse grande escultor, nesse vai e vem da terra para o mar, símbolo e efeito dessa união. A corda, a ideia das amarras de barcos e destroços. Quantas vezes utilizamos cordas, cabos, engrenagens para mover pedras, fragmentos...

082a-bold 6wrap Setabottom

O retrato, surge normalmente desenquadrado e por solicitação externa, mas reflecte, mesmo assim, a memória da tradição e o gosto do manuseamento de matérias mais dóceis como o barro.

C-bold 7wrap Setabottom

A vegetação alastra, espreita por entre pedaços de matéria e emerge na poeira que também pavimenta a oficina. Seixos permanecem, incómodos, algumas vezes abertos, amarrados a fragmentos e esboços de esculturas que aguardam, como frutos, pela cor mais viva e, finalmente, são colhidos no fim de uma prolongada letargia.

Iconpp-bold 8wrap Setabottom

Uma zona de tangencia é, em termos físicos e conceptuais, sempre um espaço neutro. Esse espaço/viagem é, ao mesmo tempo, a fronteira que une e separa os corpos que o formam e que, uma vez aprisionado, o define e o limita. Transpor esse espaço, habitar essa zona de tangencia é muitas vezes ousar superar-se, ambicionar transpor o conhecimento, vencer o horizonte.

Cartaz-bold 9wrap Setabottom

A subversão da matéria, ou pedras sem gravidade que teimam em conseguir elevar-se.

1-planta-org1-bold 10wrap Setabottom

Desenvolvimento de trabalhos pontuais de pesquisa indiferenciada sem objectivo próprio

045_copy-bold 11wrap Setabottom

O desenho pode fazer-se com todos os suportes; a escultura desenha-se no espaço. Onde acaba o desenho e começa da escultura? Como trabalhar com esta dialéctica?

148_copy-bold 12wrap Setabottom

Medalhas, Objectos e Moedas

Img_1867-bold 13wrap Setabottom

Das pedras que levitam a interiores com memória As memórias que invadem o nosso pensamento e as referências que inconscientemente encontramos ou conscientemente elegemos no nosso envolvente visual sempre me motivaram, tornando-se elemento de homenagem, reflexão e trabalho. Na fase atual do meu trabalho estes pressupostos também estão presentes. No início foram as pedras, normalmente calhaus rolados ou seixos pousados, deixados pelo mar na areia fina de uma praia ou repousando, esquecidos, inertes, no leito de um rio. Pedras fustigadas pelo vento e moldadas pela água, deixando transparecer na superfície a estrutura e cor da formação geológica, mostrando a forma repleta, absol...

Screen_shot_2014-09-26_at_6 14wrap Setabottom

Os atuais retratos, enquadram-se no desenvolvimento de um processo de exploração do espaço e da distância, mas também das expressões, homenagem ou memória de referências. Assim, recuperando retratos de escultores que, por ventura tenham tido influência mais significativa no meu trabalho. O desenho das faces não definem a exuberância expressiva de emoções, já que se pretende produzir um trabalho, de reconhecimento de vários olhares, também de expressões, ainda que mais contidas, com uma fatura similar, pouco pessoalizada e num formato repetitivo, para encontrar a unidade indispensável. A confrontação com olhares de personagens que se constituem pelo seu conjunto num único olhar, é uma...

1999_alfinete_porm-bold 15wrap Setabottom

Peças únicas de adorno, espécie de bijutaria, realizadas de forma artesanal, normalmente em pedra, madeira, cobre, aço, couro ou materiais vulgares diversos sem excluir a prata